Educação Escola

Dever de casa é importante, mas precisa ser bem elaborado. Saia do básico!

Criança fazendo dever de casa.
Escrito por Lilo

O dever de casa faz parte da base do ensino e é uma forma eficiente de reforçar em casa o que é passado em sala de aula. As tarefas da escola também ajuda nos processos de memorização de conteúdo.

Entretanto, muitas vezes, o dever de casa é passado no automático e acabamos repetindo sempre o mesmo tipo de tarefa. Esse é o caminho para que a atividade se torne cada vez mais monótona para as crianças e perca sua utilidade aos poucos.

Criança fazendo dever de casa.

A importância do dever de casa

O dever de casa é muito importante para avançar o processo de aprendizagem da criança. Quando ela repete dentro do ciclo de um dia os conhecimentos que estão sendo apresentados na escola, se torna mais fácil para o cérebro absorver o conteúdo e entender que se trata de algo importante, que deve ser memorizado.

Com esse conhecimento fixado e devidamente aprendido, a criança pode ser estimulada a realizar tarefas mais criativas e exploratórias com o mesmo conteúdo. Para tirar o melhor desse processo de aprendizado, é preciso fazer um bom planejamento do dever de casa.

É comum cometer o erro de tornar o dever de casa repetitivo, sempre com os mesmos tipos de tarefas para conteúdos diferentes, como por exemplo listas de exercícios. Isso torna as atividades cada vez menos interessantes e compromete a eficiência do esforço realizado pela criança.

Por outro lado, não dá pra fugir completamente da repetição, já que ela tem seu valor didático e pode ajudar a fixar as matérias. A melhor coisa a se fazer é encontrar o meio termo na hora de planejar o dever de casa.

A fixação de conteúdo é a função básica do dever de casa e precisa ser tratada como tal. Mas, uma vez que o conhecimento é aprendido, é hora de transformá-lo em ferramenta através de atividades mais desafiadoras.

Vamos discutir algumas ideias sobre como transformar esse dever de casa de um simples exercício de fixação em algo mais aprofundado e estimulante. Siga as nossas dicas abaixo:

Fixação com um elemento extra

Que tal seguir o estilo simples dos deveres de casa de fixação, mas com algo especial para ajudar o aluno a levar a ideia além? Pense, por exemplo, na alfabetização: ela vai além da decoreba do abecedário e de como as palavras se juntam para formar outra. O aluno precisa aprender também a associar as letras aos sons.

Que tal, então, estimulá-lo a tentar entender palavras escritas por conta própria? Ensine alguns termos do dia durante aula, como pato, raio e placa. Dê destaque especial aos sons e às letras que correspondem a eles. Na tarefa para casa, envie imagens das palavras ensinadas para serem escritas, mas peça também que o aluno escreva outras que têm sons semelhantes, como rato, pipa e capa.

Para crianças mais velhas, o desafio pode ser maior ao direcionar seu conhecimento para atividades mais práticas. Apresente exercícios que tenham abordagens variadas das usadas em sala de aula, mas não deixe que eles desanimem se não conseguirem resolver o exercício.

Por exemplo: se você estiver ensinando um número em sala de aula através da contagem de figuras, inverta a ordem das coisas e peça no dever de casa que a criança desenhe uma figura numa quantidade de vezes igual à do número.

Dever de casa que mexem com as emoções

Muitos deveres de casa podem sair do papel para se apresentar como um exercício prático que irá trabalhar com as emoções para que as crianças fixem o conhecimento. Exemplos clássicos são cuidar de ovos para que eles não quebrem ou acompanhar a germinação de um feijão em algodão, que ajuda a aprender sobre a natureza e o processo de crescimento.

Como a relação entre emoções e memória é próxima, esse apelo emocional ajuda a fazer com que o conhecimento seja priorizado dentro da cabeça dos pequenos. Os deveres de casa que mexem com as emoções podem ser mais trabalhosos, tanto para o professor como para os pais, mas valem a pena pelas lições aprendidas.

Dever de casa a longo prazo

Uma forma de fazer um dever de casa interessante para os pequenos é desenvolver um projeto de longo prazo. Isso pode ser feito de várias formas. Uma das mais simples é incentivar que a criança leia um livro para depois contar mais sobre ele durante a aula. Dependendo da idade, o livro deve ser mais lúdico e simples. Crianças de até 5 anos, por exemplo, vão precisar de apoio na leitura e de livros compostos principalmente por gravuras.

Outra forma interessante de estender um dever de casa é sugerir um projeto em etapas. Por exemplo: que tal entrevistar o papai e a mamãe para saber mais sobre sua rotina, profissão, sonhos e a história da família? Isso pode ser apresentado gradativamente, e contar até com a presença deles na sala!

Adolescente lendo livro: dever de casa vai além de realizar exercícios de fixação.

Dever de casa democrático

As crianças são indivíduos com capacidades próprias que vale a pena estimular. Em muitas metodologias de ensino, há um incentivo para que cada criança seja direcionada e avaliada através de atividades personalizadas, que vão de encontro com seus próprios interesses.

Em um dever de casa democrático, cada criança é avaliada por aquilo que faz de melhor. Tarefas como o “traga um objeto para mostrar em sala de aula e explicar sua importância”, comum na educação americana, são um bom ponto de partida. Em outros casos, é possível montar grupos de alunos com habilidades variadas para que juntos alcancem um objetivo final.

Trabalhando melhor o dever de casa

Para que o dever de casa seja 100% aproveitado, ele tem que envolver não só alunos e professores, mas também a família. A participação dos pais no dia a dia das crianças se fortalece muito quando eles auxiliam no dever de casa.

Criança é ajudada pela mãe para fazer dever de casa.

Por isso, crie tarefas que estimulem os pais a estarem sempre ativos com relação ao dever de casa. Uma forma de alcançar isso é sempre explicar a tarefa do dia através da agenda eletrônica. Dessa forma, o interesse dos pais é despertado de forma mais aguçada e eles ficam por dentro do que é feito em sala de aula.

Não deixe o dever de casa perder seu valor no cotidiano da sua escola. Inclua os pais e varie nas tarefas para conseguir o resultado esperado com os alunos.

Se quiser mais dicas sobre como melhorar o relacionamento da sua escola com famílias e aproximá-los do ensino dos pequenos, confira nosso artigo sobre a cooperação entre os pais e a escola!