Diversão Escola

As férias estão chegando! O que fazer com as crianças?

Duas crianças interagem durante o período livre das férias.
Escrito por Lilo

As férias são um momento mágico para as crianças, principalmente as pequenas. As experiências vividas nesse período serão marcantes e podem influenciar a formação do indivíduo e gerar lembranças pra vida toda.

Por isso, é importante que tanto pais quanto educadores saibam como lidar com o período, visando fazer das férias uma experiência que vai enriquecer a vida da criança.

Veja algumas dicas para proporcionar as melhores férias para seus pequenos!

Férias não é sinônimo de deixar a criança sozinha

Antigamente, era bem comum que os pais deixassem as crianças por conta própria durante o período de férias. Embora houvesse sempre alguém supervisionando, principalmente as menores, não havia muita instrução ou direcionamento em relação ao que seria feito.

Isso era comum principalmente porque tudo era mais seguro no passado. As crianças podiam até mesmo circular sozinhas pela rua sem problemas, o que já não é mais possível na maioria das cidades por conta do trânsito e da violência.

Por isso, é importante participar das férias escolares com as crianças, planejando e supervisionando as atividades. Além disso, não é tão difícil assim aproveitar a oportunidade para também ajudar as crianças a se desenvolverem, mesmo fora da escola.

Os pequenos podem aprender e se aprimorar mesmo sem o envolvimento dos pais, mas a presença deles oferece mais segurança e de quebra ainda é um bom jeito de passar tempo de qualidade como família!

Confira algumas sugestões!

Começando um hobby

Criança praticando stand up paddle: começar um hobby ou esporte é mais fácil nas férias.

Construir um senso de identidade é muito importante para a nossa formação enquanto indivíduos. Uma boa forma de estimular o autoconhecimento na vida das crianças é através da descoberta de novos hobbies, práticas que são prazerosas e ao mesmo tempo exigem foco e dedicação.

As férias são um ótimo momento para estimular as crianças a adotar um hobby que pode vir a acompanhá-los ao longo da vida. É importante não forçar nada, mas estimular o interesse a partir daquilo que a criança já demonstra inclinação.

O primeiro passo é conversar com a criança e perguntar o que ela mais gosta de fazer e sobre o que se interessa. A partir das respostas, aproveite as férias para agendar atividades que se relacionem a esses interesses e cultive essa prática.

Por hobby, podemos entender diversas atividades, como por exemplo a prática de um esporte, atividades artísticas, culinária, leitura ou até iniciar uma coleção de algo.

Muitos institutos, clubes e centros culturais oferecem o suporte necessário para a maioria dessas práticas, e muitos contam inclusive com programas especiais no período de férias. Se a sua cidade não conta com esse tipo de serviço, organize você mesmo em sua comunidade, com vizinhos, parentes e amigos!

Juntando as crianças

Duas crianças na piscina: pais podem dividir o cuidado.

Pode ser muito frustrante para as crianças ter de passar as férias inteiras cercados de adultos depois de um ano inteiro dividindo o dia a dia com os coleguinhas da mesma faixa etária. Por isso é importante manter o vínculo entre os pequenos, mesmo nas férias.

Os pais podem se coordenar para dividir o tempo com as crianças, cada um tomando conta dos pequenos por um período, se revezando para que todos possam descansar e cuidar das próprias atividades.

Cuidar de três ou quatro crianças ao mesmo tempo pode parecer um desafio, mas o truque é sempre dialogar e negociar, evitando forçar os pequenos a fazer atividades que não lhes interessam. É tempo de descontração!

Criar é brincar e aprender

Criança fantasiada encara a câmera: as férias são uma boa época para estimular a criatividade.

As crianças têm a criatividade a mil e estão sempre prontas para inventar algo. É excelente estimular essa disposição, que pode acompanhá-los pro resto da vida.

Uma boa forma de incentivar a criatividade das crianças nas férias é estimulando-as a colocar a mão na massa e de fato criar algo. Pode ser um jogo de tabuleiro, uma casa na árvore, um projeto social, ou então coisas mais simples como escrever ou ilustrar um livro, ou então montar uma peça de teatro. O importante é algo palpável sair da cabeça dos pequenos.

Pé na estrada

Família com duas crianças de mãos dadas na praia: a viagem de férias pode ser agradável para todos.

Se as férias dos pais coincidirem com a das crianças, surge uma oportunidade excelente para viajar. Na hora de escolher o destino, é importante não se esquecer de levar a criança em consideração e pensar em algo que também seja interessante para ela.

Por exemplo: levar a criança para a casa dos avós junto com os primos pode ser uma boa forma de estimular a sociabilidade, a identidade pessoal e também a aproximação com a família. É muito mais interessante e divertido para os pequenos do que uma viagem para a Europa, por exemplo, que eles ainda não têm como apreciar da mesma forma que os adultos.

Acampar é sempre uma boa opção também, já que coloca a criança em contato com a natureza e gera um interesse ecológico. Vai ser mais fácil para os pequenos entenderem a importância de preservar o meio ambiente se eles tiverem passado as férias justamente se conectando com o mundo natural.

Se tudo que você quer, no entanto, é ir para um resort ou praia e descansar bastante, não precisa fugir disso: existem muitas opções de hotéis que oferecem suporte para famílias e atividades infantis. Pesquise sobre os lugares e suas opções para as crianças antes de decidir o destino das férias.

O importante é sempre ter em mente que cada momento dos pequenos é importante para seu futuro e entender que a jornada de crescimento deles nunca tira férias, mesmo que a escola precise parar.

E para os professores, é um ótimo momento para planejar as atividades curriculares do ano que vem. Dá uma olhada no nosso artigo sobre como integrar o que é feito fora e dentro da sala de aula!