Diversão

Festa junina na escola: o guia completo pra festança!

Escrito por Lilo

Já chegou a época que todo mundo ama: festa junina na escola! Saiba como organizar seu evento e fazer um trabalho pedagógico incrível!

Além de música típica, comida boa e muita brincadeira, a festa junina na escola é uma oportunidade de trazer a família à instituição e realizar um trabalho pedagógico relevante com os alunos. Por isso, além daquele guia tradicional com os alimentos e atividades ideais para a festa, neste post vamos abordar o evento com uma perspectiva um pouco mais profunda.

Quer saber como realizar esse trabalho com as crianças e dar um significado especial à sua festa junina na escola? Então, continue a leitura!

Ambiente externo decorado com bandeirinhas de festa junina e cores vivas (vermelho, azul, amarelo e verde).

Como fazer a festa junina na escola ser um espaço de reflexão?

Já é uma tradição realizar a festa junina todos os anos. Porém, o educador pode aproveitar essa ocasião para fazer um trabalho pedagógico mais completo com os alunos. Geralmente, nesses eventos e em sua preparação, as crianças têm contato com a música caipira, com os alimentos típicos e até se vestem a caráter.

Porém, o que elas realmente sabem sobre a figura do “caipira”? Uma abordagem convencional da festa junina na escola, além de não aprofundar esse conhecimento, pode levar à formação de uma imagem estereotipada do homem do campo. Como educadores, é essencial rever essa postura.

Portanto, na etapa de preparação das crianças para a festa junina na escola, o ideal é realmente refletir sobre os costumes e hábitos da população rural.

Em vez de tratar apenas das diferenças de vestimenta ou mesmo do sotaque carregado — o que cria uma visão caricata —, é fundamental valorizar a contribuição dessas pessoas para a sociedade, bem como a sabedoria que elas desenvolvem por meio das atividades práticas que realizam no campo.

O professor pode abordar esse tema em uma série de aulas antes da festa junina na escola. É possível falar sobre a importância da produção de alimentos, o conhecimento que essas pessoas têm da natureza e de que forma solucionam os problemas do dia a dia. Além da valorização do homem do campo, esse tipo de abordagem se adequa ao que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) propõe.

Como organizar a festa?

Diversos potinhos de plástico com curau ou mingau de milho verde e um pouco de canela em cima.

Depois dessa reflexão tão importante para que as crianças entendam e aprendam a valorizar os diferentes papéis e profissões exercidos em sociedade, a escola também precisa se preocupar com a organização e logística do evento. Para isso, os educadores e a direção precisam definir:

1. Qual será o número de participantes?

Com base no número de alunos matriculados e na média de frequência dos anos anteriores, a escola precisa prever a quantidade de participantes. Isso é essencial para planejar as compras e organizar o espaço.

2. Qual será o formato da festa?

A festa junina na escola pode ser explorada de diversas formas. Ela pode ser um festival em que cada classe apresenta um número cultural ou pode ser também um evento beneficente com arrecadação de fundos, uma quermesse e assim por diante. Defina a programação de acordo com a opção escolhida.

3. Qual é o orçamento?

É muito importante definir quanto a escola pode gastar, mantendo também uma reserva para imprevistos. A partir daí, os valores são distribuídos entre as diferentes necessidades: decoração do ambiente, compra dos itens do cardápio, montagem das barracas de brincadeiras, brindes etc.

Em algumas instituições, existe a previsão de retorno desse investimento por meio da venda de alimentos típicos e da participação nas brincadeiras.

4. Como organizar a festa?

Considerando a quantidade de participantes, a escola precisa analisar qual é a melhor disposição das barracas. Deve haver espaço também para a circulação e visualização das apresentações, já que esse é um momento em que os pais querem corujar seus filhotes e registrar a participação.

Algumas escolas decidem que cada turma cuidará de uma atividade ou barraca, enquanto outras centralizam essa gestão de acordo com a direção. O fato é que tudo precisa ser programado com antecedência, prevendo inclusive a forma de aquisição de fichas.

Como ensaiar a quadrilha para a festa junina na escola?

Crianças de mãos dadas em círculo, vestidas a caráter para quadrilha de festa junina na escola.

A quadrilha é uma dança típica e, por isso, é fundamental que ela tenha os passos e comandos tradicionais. A dificuldade pode variar de acordo com a idade das crianças, tornando a coreografia mais ou menos complexa. Porém, é importante manter a tradição.

Alguns elementos já são esperados na quadrilha, como o cumprimento dos cavalheiros às damas e vice-versa. Depois, há muitos passos que podem ser executados: como o tour de mãos dadas, a formação de um círculo do lado de fora (meninos) e outro do lado de dentro (meninas) girando em direções opostas, o túnel e o caracol.

Alguns dos momentos da quadrilha que as crianças amam são o “Olha a cobra! É mentira” e o “Olha a chuva! Já passou!” Com criatividade, o professor pode propor alguns passos diferentes para esses momentos.

Finalmente, a quadrilha termina com a despedida. Os pares saem em fila, fazendo o passo do galope, e acenando para o público.

Além de ser um evento para toda a família, a festa junina também anuncia a proximidade das férias! Quer saber como aproveitar essa pausa para refletir sobre o seu próprio trabalho e voltar ainda mais preparado para o segundo semestre de aulas? Leia mais sobre a autoavaliação de férias!