Educação

Projetos para educação infantil: trabalhinhos para aplicar agora!

trabalhinhos-infantis-para-colocar-em-prática
Escrito por Lilo

Como escolher os projetos para educação infantil? Conheça os critérios de seleção e confira algumas boas ideias para aplicar na sala de aula!

Curiosidade é uma das palavras que melhor define as crianças em idade pré-escolar. Elas têm uma vontade imensa de conhecer o mundo que as cerca, além da necessidade de entenderem a si mesmas e os outros. Por isso, existem muitos projetos para educação infantil que permitem trabalhar todos esses aspectos, despertando o desejo de aprender e, principalmente, imprimindo valores.

Quer conhecer alguns exemplos de projetos para a educação infantil, além de critérios importantes para selecioná-los e aplicá-los na sala de aula? Então, continue a leitura! Vamos tratar desses tópicos e trazer algumas ideias interessantes para o educador. Veja a seguir!

Criança desenhando e escrevendo em folha de papel sobre mesa de madeira.

Como escolher os projetos para educação infantil?

O primeiro ponto que o professor precisa ficar atento é a etapa de desenvolvimento das crianças. Ao falarmos em educação infantil, elas obrigatoriamente se enquadram em um desses dois períodos: o sensório-motor (0 a 2 anos) ou pré-operatório (2 a 7 anos).

Nessas etapas, as crianças têm algumas necessidades bastante específicas. Em primeiro lugar, esse é o momento de desenvolvimento acentuado de aspectos extremamente importantes para as aprendizagens futuras: linguagem, psicomotricidade e bases do raciocínio lógico.

Do ponto de vista social, também existe a inserção gradual em um grupo, entendimento e adequação às normas de convivência.

Portanto, quando o educador escolhe projetos para educação infantil, é interessante que priorize esses aspectos. Também é importante que se lembre de que o pensamento das crianças é extremamente concreto. Por isso, não adianta incluir atividades que exijam abstração, por exemplo. Nossa recomendação é que, antes de definir o que será trabalhado, o educador se pergunte:

  • as atividades trabalham o tema de forma concreta, ou seja, tornam o assunto plenamente compreensível para as crianças dessa faixa etária?
  • as atividades propostas ajudam a criança a desenvolver sua linguagem e raciocínio lógico, que serão essenciais para a formação do pensamento nas etapas posteriores e alfabetização?
  • é possível incluir atividades que favoreçam o desenvolvimento psicomotor, de acordo com as necessidades das crianças dessa faixa etária?
  • de que forma podemos usar essas atividades para que as crianças internalizem valores importantes para a convivência social?

Mesmo que um projeto não atenda a todos esses requisitos, o professor pode fazer adaptações para torná-los mais completos. Lembre-se: “ensinar” não garante que os alunos aprenderão. Por isso, é preciso utilizar atividades lúdicas e práticas para atingir os objetivos planejados.

É fundamental criar situações que, dentro da perspectiva construtivista, levem as crianças a reorganizarem seu pensamentoe reelaborarem conceitos. Portanto, não se trata de uma aquisição quantitativa, mas sim qualitativa.

Exemplos de projetos para educação infantil

Selecionamos algumas ideias de projetos interessantes que podem ser realizados na educação infantil. Confira!

Corpo humano

Bebê em pé, apoiando com as mãos em uma janela de vidro.

Uma das principais necessidades da criança é entender o próprio corpo. Essa é a base para o autocuidado e também para o respeito ao outro. Há muitas formas de explorar otema, o que depende bastante da faixa etária dos alunos.

De modo geral, é possível fazer atividades como:

  • desenhar o contorno do corpo ou de partes dele (mãos, pés, contorno corporal etc);
  • músicas que ensinam as diferentes partes do corpo, de preferência utilizando movimentos;
  • compreensão da função dos diversos órgãos, começando com os sentidos;
  • confecção de bonecos de meias com as diferentes partes do corpo (cabeça, tronco, membros superiores e inferiores);
  • conscientização sobre hábitos de higiene;
  • promover discussões sobre as diferenças e semelhanças que temos, incentivando o respeito;
  • colagens para completar partes do corpo que faltam em determinados desenhos.

Há infinitas possibilidades para trabalhar com um tema tão interessante para os alunos. Os níveis de profundidade podem variar de acordo com a idade, levando-os gradualmente a entenderem que outras pessoas não devem tocá-los e a quem devem contar situações que fogem desse padrão.

Animais

Criança pequena sentada na grama estendendo a mão para uma cabra. Outra cabra menor está deitada em frente à criança.

Crianças geralmente amam animais e esse é um tema que desperta a curiosidade delas de forma espontânea. Por isso, o professor pode explorar a temática na sala de aula por meio de projetos para educação infantil e aproveitar para desenvolver aquelas habilidades que mencionamos. Selecionamos alguns exemplos de atividades, que devem ser adaptadas de acordo com a idade:

  • cada criança recebe a foto de um animal que deverá descrever ou imitar (sons, modo de andar, atividades como nadar ou subir em árvores etc);
  • os animais devem ser classificados de acordo com critérios estabelecidos pelo professor: domésticos e selvagens, que voam/andam/nadam, e assim por diante;
  • excursões a zoológicos ou parques que contenham diferentes espécies de animais;
  • bingos com os sons dos animais, que contribuem para a percepção auditiva da criança;
  • imagem e ação: a criança imita um animal e os outros precisam adivinhar que bicho é;
  • poesias e músicas que falam sobre os animais. Um exemplo é o CD Arca de Noé, que fala dos bichinhos de forma poética e usa rimas, contribuindo para a consciência fonológica.

Há muitos educadores realizando incríveis projetos para educação infantil. Por isso, vale a pena continuar pesquisando o tema, melhorando-os com sua criatividade e conhecimento dos alunos, além de identificar as melhores possibilidades de acordo com as necessidades das suas crianças.

Gostou do post? Além dos projetos para educação infantil, entenda também como elaborar o projeto político-pedagógico da escola!